Parabéns Portugueses: Portugal faz hoje 839 anos! depois de a 23 de maio de 1179 o Papa Alexandre III ter emitido a bula "Manifestis Probatum" onde reconhece o território como reino independente.

Além de oficializar a soberania de Portugal, foi também neste dia que a Igreja Católica legitimou D. Afonso Henriques como Rei. Portugal passava assim a ser o Condado Portucalense, um dos países mais antigos da Europa e independente do Reino de Leão e Castela.

A bula papal veio reconhecer a validade do Tratado de Zamora, assinado 36 anos antes, a 5 de outubro de 1143, por D. Afonso Henriques e o Rei de Leão.

Porém, a data não é consensual e provoca mesmo algum desentendimento entre historiadores. A Batalha de São Mamede, em 1128, ou a Batalha de Ourique, em 1139, são outras das datas apontadas para a oficialização reino, pela sua importância a nível político e geoestratégico.

 

24 de Junho de 1128 Batalha de São Mamede

 

Batalha de São Mamede foi uma batalha travada a 24 de Junho de 1128 entre Afonso Henriques e as tropas dos barões portucalenses contra as tropas do Conde galego Fernão Peres de Trava, que se tentava apoderar do governo do Condado Portucalense. As duas facções confrontaram-se no campo de São Mamede, perto de Guimarães

 

25 de Julho de 1139  Batalha de Ourique

Batalha de Ourique desenrolou-se muito provavelmente nos campos de Ourique, no actual Baixo Alentejo (sul de Portugal) em 25 de Julho de 1139 — significativamente, de acordo com a tradição, no dia do provável aniversário D. Afonso Henriques e de São Tiago, que a lenda popular tinha tornado patrono da luta contra os mouros; um dos nomes populares do santo, era precisamente "Matamouros".

Foi travada numa das incursões que os cristãos faziam em terra de mouros para apreenderem gado, escravos e outros despojos. Nela se defrontaram as tropas cristãs, comandadas por D. Afonso Henriques, e as muçulmanas, em número bastante maior.

 

5 de Outubro de 1143  Tratado de Zamora

 

Tratado de Zamora foi um diploma resultante da conferência de paz entre D. Afonso Henriques e seu primo, Afonso VII de Leão e Castela. Assinado a 5 de Outubro de 1143, esta é considerada por alguns como a data da independência de Portugal e o início da dinastia afonsina. Nesse dia, simpatizantes da causa monárquica costumam celebrar o nascimento do Reino de Portugal, embora a razão oficial que o torna feriado nacional seja a implantação da República, em Portugal, em 1910