Composta pelas povoações de Queiriga, Lousadela, Minas de Lagares e Quintas das Valas, a freguesia de Queiriga fica a 6km a sul do concelho. Tem uma área de 35 km2 entre a margem esquerda do Rio Paiva e a margem direita do Rio Vouga. Na primeira metade do século XX manteve uma intensa actividade mineira.

As minas de Queiriga, ou minas de Lagares, forma uma exploração mineira na década de 40, chegando a empregar 500 operários, alguns deles técnicos estrangeiros, devido à escassez de mão de obra nacional qualificada.

 



Desde então, Queiriga sofreu poucas alterações, permanecendo o limite norte da aldeia marcado pelas casas outrora ocupadas por britânicos, actualmente convertidas em locais de habitação permanente.

 



 

O acesso não é incrivelmente difícil mas pode ser perigoso, devido a zonas de potencial resvalamento e sobretudo à ausência total de vigilância e de estruturas próprias para o efeito. E o mais incrível é que tudo isto já existiu ali.