Desta vez, o mau tempo coincidiu com a maré alta, potenciando a subida do nível das águas. Numa situação semelhante em outubro, o presidente da Junta de Freguesia de Santo António, Vasco Morgado, alertou para a "falta que o Plano Geral de Drenagem de Lisboa faz". As obras para capacitar a cidade contra o impacto das alterações climáticas, nomeadamente a redução dos problemas de cheias e inundações, vão começar em janeiro.

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa também recomendou as pessoas a ficarem em casa.

Devido à forte precipitação, vento forte e perigo de inundações, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa recomenda que os cidadãos permaneçam em casa e evitem deslocações", lê-se no Twitter da Câmara Municipal de Lisboa, que elevou a situação para "Alerta Vermelho

 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Dan Oliveira (@danoliveiraof)

 

No mesmo sentido, a Câmara de Lisboa pediu à população para que "tome as maiores precauções face ao estado do tempo, nomeadamente, não saindo à rua, exceto para situações de emergência".















Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal