Local, onde segundo a lenda o cavaleiro terá saltado e caído com o cavalo, mas que do ponto de vista da geologia se torna igualmente interessante, uma vez que está inserido numa região constituída por um conjunto de rochas, as mais antigas da Península Ibérica, que integram o Maciço Ibérico. Localmente, predominam as rochas pré-câmbricas e paleozoicas, com predomínio de rochas xistentas e quartzíticas, fortemente deformadas e fraturadas.


Aqui o Rio Sousa atravessa as rochas quartzíticas que devido à sua dureza e resistência à erosão formam um vale bastante apertado e profundo com vertentes verticais. Nos troços de rochas xistentas, de características mais brandas, o vale é aberto formando-se meandros e depósitos aluvionares.
Neste local a presença de rápidos, a sequência de pequenas curvas e ainda as vertentes perfeitamente verticais conjugam-se para oferecer uma paisagem de rara beleza.

 
 



 

Morada: 
Largo da Senhora do Salto
4585-003 Aguiar de Sousa

Gps: 41º7 41.891"N / 8º261.357"W

 

Na aldeia de Aguiar de Sousa, as águas do rio Sousa cortam um profundo desfiladeiro através da pedra.

Estas são algumas das rochas mais antigas da Península Ibérica, datadas das eras pré-cambriana e paleozóica.

As faces de xisto e quartzito são rústicas e sua resistência à erosão formou paredes verticais muito acima do rio.

As paredes escarpadas são um sucesso dos alpinistas, com muitas pegadas e pontos de apoio.

Mas se você quiser apenas admirar a paisagem, há um pequeno parque de piquenique no topo do penhasco, em parceria com uma linda capela antiga.

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal