Portugal foi eleito, pelo terceiro ano consecutivo, o Melhor Destino Turístico europeu pelos World Travel Awards – conhecidos como os óscares do turismo –, numa cerimónia que decorreu dia 8 de junho na Madeira. Ao todo, Portugal recebeu 39 prémios, mais três do que em 2018.

 

Na corrida ao premio de Melhor Destino Europeu, que Portugal voltou a arrecadar, estavam também Áustria, Inglaterra, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Noruega, Espanha, Suécia, Suíça e Turquia, refere a informação.

 

Em comunicado enviado pelo gabinete do ministro Adjunto e da Economia é referido que “esta distinção foi atribuída pela primeira vez ao país em 2017, renovada em 2018 e novamente atribuída em 2019”, o que consolida o reconhecimento internacional de Portugal como destino turístico e mostra como o país está “no top das preferências dos turistas internacionais”, escreve a Lusa.

 

Citado no documento, o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, disse ser “uma enorme satisfação receber o óscar de Melhor Destino Europeu pelo terceiro ano consecutivo". “Nos últimos anos, Portugal tem-se assumido como um destino imperdível e irresistível, e o facto de conquistarmos esta distinção de forma consecutiva mostra que a nossa estratégia está certa, dá frutos e é consistente”, acrescentou.

Além do prémio de Melhor Destino Europeu, Lisboa recebeu o prémio de Melhor Destino de City Break e Melhor Porto de Cruzeiros. Já a Madeira foi eleita o Melhor Destino Insular. O Turismo de Portugal, por sua vez, recebeu o prémio de Melhor Organismo Oficial de Turismo. De referir que os World Travel Awards começaram a ser atribuídos em 1993, distinguindo o trabalho desenvolvido na indústria turística, de modo a estimular a competitividade e a qualidade do turismo.