Os 12 melhores pontos turisticos e passeios em Barcelos


Santuário de Nossa Senhora do Socorro (Areias De Vilar)





Santuário de Nossa Senhora do Socorro (Areias De Vilar) Situado no cimo de um grande escadório é uma reconstrução relativamente moderna datada do século XIX, na qual se pode observar a data de 1812 inscrita na sua porta principal.



Centro Histórico e Seus Jardins Barcelos





Centro Histórico e Seus Jardins Barcelos O centro de Barcelos é, por si só, a representação de uma herança cultural e histórica própria. Conhecida como a capital do artesanato e cidade berço da lenda do Galo de Barcelos, tem no seu tecido urbano a marca indelével da história secular, ainda viva.

A cor, vivacidade e alegria minhota são indescritíveis. Vale a pena um passeio atento pelo centro e vislumbrar os espaços verdes e os jardins coloridos desenhados por flores e arbustos.

Pelas ruas e ruelas tente elevar o seu olhar às varandas decoradas a preceito. Desfrute da tranquilidade de uma esplanada ou, simplesmente, parta à descoberta dos espaços verdes ribeirinhos.

Ao afastar-se da urbe facilmente poderá dar conta das paisagens naturais a perder de vista, mas também de um vasto património artístico, monumental e religioso, pontuado por casas solarengas, moinhos de água, espigueiros e vinhedos.



Igreja de Santa Maria (Abade De Neiva)





As origens da fundação da Igreja de Abade de Neiva parecem remontar ao século XII e à iniciativa da rainha D. Mafalda. O monumento atual, composto por igreja e torre, é do século XVI e revela-se um importante marco do estilo românico/gótico na bacia do Cávado, não pela sua dimensão mas por ser contemporâneo da fundação da nacionalidade, associado ao processo de reconquista. É Monumento Nacional desde 1927.



Rua D. António Barroso (Rua Direita) em Barcelos





A Rua D. António Barroso (Rua Direita) em Barcelos é uma das mais antigas ruas do centro histórico. Atualmente, é das mais animadas artérias comerciais da cidade. De destacar no início da rua o edifício da autoria do arquiteto José Marques da Silva. Aprecie também o edifício da Caixa Geral de Depósitos, do Arq. Ernesto Korrodi; o edifício com os nº 121 a 129, do Arq. José Vilaça; a Casa de Mathias Gonçalves da Cruz com os nº 79 a 83, revestida por azulejos policromos e um edifício revivalista com uma fachada ritmada por vários pisos alusivos às ordens gregas, entre outras.



Campo da Feira (Campo da República)





Campo da Feira (Campo da República) É neste local que à quinta-feira se realiza uma das mais antigas (1412) e tradicionais feiras da Europa. É uma excelente montra do artesanato e produtos hortícolas locais. Ao centro possui o monumental chafariz do século XVII, obra de João Lopes.



Largo do Apoio em Barcelos





Largo do Apoio em Barcelos terá sido o primeiro largo do “burgo” com traço do urbanismo medieval da cidade de Barcelos. No seu centro, um chafariz de tradição renascentista (1621) atribuído a João Lopes; à sua volta, a Casa dos Carmonas, a Casa do Alferes Barcelense e a Casa do Santo Condestável D. Nuno Álvares Pereira.



Chafariz do Largo da Porta Nova em Barcelos





Belo Chafariz do Largo da Porta Nova em Barcelos em granito datado da primeira metade do século XVIII.



Museu de Olaria em Barcelos





O Museu de Olaria ocupa o edifício da antiga “Casa dos Mendanhas Benevides Cyrne”, situado em pleno centro histórico da cidade. Foi criado em 1963 e abriu ao público em 1995. Integra a Rede Portuguesa de Museus (Instituto dos Museus e da Conservação) desde o ano 2000.

O seu acervo, que conta atualmente com cerca de 9000 peças, é constituído essencialmente por coleções de cerâmica portuguesa fosca e vidrada (de norte a sul) e estrangeira (de Angola, Argélia, Brasil, Timor, Chile, Espanha e Cabo Verde).

Tem como missão a aquisição, a investigação e a divulgação desse importante património olárico, bem como, a sua preservação. Poderá apreciar peças de louça preta, louça vermelha fosca, louça vermelha vidrada e figurado.



Santuário de Nossa Senhora das Necessidades (Barqueiros)





Santuário de Nossa Senhora das Necessidades (Barqueiros) Construído em meados do século XVIII. O templo substitui um nicho onde se guardava a imagem milagrosa da Santa, motivo de grande devoção nas redondezas, o seu estilo arquitectónico situa-se entre o barroco e o neoclassico.



Igreja de São Martinho (Balugães)





Igreja de São Martinho (Balugães) Igreja Paroquial datada do século XII, construída ao gosto românico.



Torre do Cimo da Vila Barcelos





A Torre do Cimo da Vila, também referida como Torre de Barcelos, Postigo da Muralha, Torre da Porta, Torre da Porta Nova ou Torre da Cadeia, localiza-se na freguesia de Barcelos, cidade e concelho de mesmo nome, distrito de Braga, em Portugal.

Este é o elemento que subsiste do antigo sistema defensivo de Barcelos construído durante o século XV, a par de alguns troços de muralha escondidos por entre as casas do centro histórico da cidade. É uma típica torre de porta, já que era por aqui que circulava o trânsito até à abertura da Porta Nova. Foi transformada em cadeia e actualmente alberga o Centro de Artesanato



Templo do Bom Jesus da Cruz





Templo do Bom Jesus da Cruz Palco central da tradicional Festa das Cruzes (3 de maio). A sua origem está relacionada com o aparecimento misterioso de uma cruz de terra negra no chão barrento do Campo da Feira, em dezembro de 1504. O templo atual abriu ao culto em 1710. Edifício de cúpula e planta centrada com o espaço interior disposto em cruz grega, da autoria do arquiteto João Antunes. Destaca-se o altar-mor de talha dourada barroca e o altar do lado do Evangelho onde figura uma imagem do Senhor da Cruz adquirida, segundo a tradição, na Flandres em 1505.



  • Os 12 melhores pontos turisticos e passeios em Barcelos


Outros Artigos Populares no Blogue