Embora possa parecer estranho… é verdade! Ao contrário da grande maioria das capitais mundiais, não há um único documento oficial que declare que Lisboa é a capital de Portugal. E como é que isto aconteceu? Em 1255, o Rei D. Afonso III resolveu mudar toda a sua corte da antiga capital, Coimbra, para Lisboa, que entretanto se tinha tornado a maior e a mais importante cidade do país. Lisboa ganhou impulso para o seu crescimento sobretudo devido às boas condições do seu estuário para acolher navios de mercadorias, atraindo assim cada vez mais população e ganhando um estatuto e uma importância estratégica superiores a Coimbra.

Assim sendo, Lisboa tornou-se apenas Capital de facto pela simples razão de se ter tornado a moradia permanente do Rei e da sua corte. Nunca foi emitido qualquer documento que oficializasse Lisboa como capital do país.

A Coimbra vieram expressamente nascer os restantes Reis da I Dinastia (como tinham nascido quase todos os outros anteriores). E Coimbra ficou sendo desde sempre, até aos dias de hoje, a capital oficial de Portugal! Uma grande parte da população de Coimbra e do País desconhece isto, e a que o sabe di-lo a medo, quase como uma curiosidade!




Mas a minha maior surpresa consiste no facto dos agentes políticos e culturais responsáveis pela vida da cidade, não fazerem deste estatuto “tremendo” de importância e significado, que a todos nos dignifica e ultrapassa, uma bandeira, uma mais valia indiscutível, um hino aos pergaminhos desta nobre cidade, que se não existisse e não tivesse desempenhado o papel que desempenhou no momento certo, não existiria Portugal nem nós portugueses! 

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal