O Pedras Salgadas Spa & Nature Park coloca ao seu dispor, elegantes bungalows, auto-suficientes com uma decoração ultra moderna.

Pedras Salgadas spa & nature park, é um conjunto turístico de 4 estrelas, situado no interior norte de Portugal a 580 metros de altitude, em pleno Parque de Pedras Salgadas, pertencente ao concelho de Vila Pouca de Aguiar, entre Vila Real e Chaves. 

A 1h10 m de distância de carro da cidade do Porto, o Parque de Pedras Salgadas dispõe de 20 hectares, com oito quilómetros de caminhos, que levam à descoberta dos seus meandros. Aqui toda a energia emanada pela natureza permanece intacta. 

Pedras Salgadas esteve de facto no trajeto de férias da realeza. Hoje esta deleitosa vila termal tornou-se um destino ‘fashion’. O poder das águas e a beleza natural do parque contribuem para atrair os turistas, que chegam de toda a parte do mundo. 

Localizadas no coração do Parque, imiscuindo-se com o ambiente natural, as Eco Houses elegem-se como sendo a proposta ideal para a sua estadia. A arquitetura da responsabilidade de Luís Rebelo Andrade, é moderna tanto na sua volumetria como na decoração de interiores. As Eco Houses incluem no seu interior tecnologia topo de gama e uma kitchenette totalmente equipada, e, no exterior um generoso deck.

Localizada numa área muito bonita a Norte de Portugal, esta zona turística de 4 estrelas, encontra-se no interior norte de Portugal a 580 metros de altura, no coração do Parque de Pedras Salgadas, fazendo parte do concelho de Vila Pouca de Aguiar, entre Vila Real e Chaves.

Local ideal para apreciar as vistas sobre a natureza que circunda cada uma destas Casinhas, ou simplesmente relaxar no interior do spa.
Os bungalows são bastante espaçosos e incluem uma cozinha completamente equipada com uma área onde pode fazer as suas próprias refeições.




Tree Houses - Casas da árvore

Inserido no projeto do Parque de Pedras Salgadas e da autoria do arquiteto Luís Rebelo de Andrade, as casas da árvore surgiram do desafio de criar um elemento que pudesse ir ao encontro do imaginário das casas da árvore. A ideia foi criar um objeto que se afastasse da ortogonalidade e de conceitos pré-estabelecidos associados à construção. Esta casa, desenvolvida em parceria com a empresa Modular System, utiliza uma tecnologia já testada em protótipos que permite uma construção leve e autoportante.

 




Os revestimentos em ardósia e em madeira, matéria-prima autóctone, ajudam a fomentar a integração na paisagem e conferem invisibilidade a estas casas arquitetónicas, mantendo assim o protagonismo que pertence a este parque centenário.

 




No interior, as casas da árvore têm duas janelas, uma que permitem observar a vida que corre no parque e outra para olhar as estrelas, uma casa de banho dividida em 2 partes, uma kitchenette, uma cama de casal e um sofá.

 


Sustentabilidade e ecologia estiveram sempre presentes no desenvolvimento deste projeto: a não impermeabilização do solo, os revestimentos e isolamentos reforçados, o reaproveitamento de águas negras, os sistemas de iluminação de baixíssimo consumo recorrendo a tecnologia LED, entre outras soluções encontradas, dão coerência e razão de ser à intervenção.