Ferraria, S. Miguel A Ponta da Ferraria, na ilha de S. Miguel, nos Açores, é uma das zonas balneares mais extraordinárias do país. É que as águas são quentes, com origem em nascentes de águas termais terapeuticas. E a paisagem é deslumbrante.




Adega Mayor A Adega Mayor, situada em Campo Maior, no Alentejo, nasceu da visão do Comendador Rui Nabeiro e do traço inconfundível do arquitecto Siza Vieira. Integrada em 65 hectares de vinha que alimentam as marcas Monte Mayor, Touriga Nacional, Reserva do Comendador e Garrafeira do Comendador, é um hino ao vinho português. As visitas com provas custam a partir de 3,5€ por pessoa.




Fajã da Caldeira de Santo Cristo A Fajã da Caldeira de Santo Cristo, na ilha de S. Jorge, nos Açores, está classificada como Reserva Natural e Área Ecológica Especial. É o único local, nos Açores, onde se desenvolvem as amêijoas que constituem iguaria local. É considerada um santuário do Bodyboard e do Surf.




Cava de Viriato A Cava de Viriato, em Viseu, remonta ao século X ou XI, julgando-se que foi construída pelos cristãos com o objetivo de edificar uma nova cidade para substituir a antiga, tantas vezes devastada nas batalhas de reconquista cristã. Poucos se apercebem desta fortaleza construída em terra batida rodeada por um fosso em forma octogonal, delimitado por taludes, que mantém a estratégia romana de construção usada pelos chefes militares do seculo I.Pico do Arieiro O Pico do Arieiro, na Madeira, é o terceiro ponto mais elevado da ilha (1818m) e oferece aos turistas vistas de tirar o fôlego. Isto se o dia estiver limpo, caso contrário poderá sentir-se no topo do mundo, acima de um mar nuvens. Em dias de céu limpo, consegue avistar Porto Santo, para Norte. O acesso é fácil, com estrada e parque de estacionamento perto do topo.




Salinas do Samouco Já conhece as Salinas do Samouco, em Alcochete? Durante muitos anos, a salinicultura foi a principal actividade económica da vila, mas atualmente só funcionam as Salinas do Brito. As Salinas do Samouco são apenas local de refúgio e de nidificação de várias espécies de aves, que podem ser apreciadas em visitas guiadas (5€ com pré-inscrição obrigatória) aos fins de semana pelo Trilho do flamingo (4,56 km e de dificuldade reduzida). Também pode fazer visita sem guia e procurar ver as garças e pernilongos que ali nidificam.




Grutas de Mira de Aire Vem gente de todo o Mundo visitar as Grutas de Mira de Aire, no concelho de Porto de Mós. Localizadas no Parque Natural da Serra de Aires e Candeeiros, são as maiores grutas do país, embora apenas uma pequena parte possa ser visitada. O acesso é feito por 683 degraus (ou elevador, embora não haja acessibilidade a carrinhos ou cadeiras de rodas nas grutas) através de várias "salas" e plataformas formadas no calcário. O passeio inclui precipícios, lagos com moedas e estalactites formadas ao longo de 20 mil anos e custa 6,75€ (adulto).




Ocean Revival É preciso preparação para esta experiência imperdível. O Ocean Revival é um parque submerso ao largo de Portimão, onde foram afundados navios de guerra da Marinha Portuguesa obsoletos para criar o maior recife artificial da Europa. Os mergulhadores têm, aqui, uma oportunidade única de nadar entre a História e a fauna e flora do Algarve.







Algar do Carvão Classificado como monumento natural regional, o Algar do Carvão, na Ilha Terceira, nos Açores, é especial devido à origem vulcânica. As estalactites e estalagmites desta gruta são em sílica, criando estruturas raras e exuberantes.




Fraga Amarela A Fraga Amarela, em Miranda do Douro, é uma enorme superfície vertical de tons amarelos, ocres e pardos (resultado de líquenes e musgos) onde a lenda diz que pode ler-se o algarismo "2". Há quem defenda que está associado aos dois reinos, visto que o rio separa ali Portugal e Espanha; há quem associe às duas línguas faladas (mirandês e português); e a lenda mais romântica diz que quem conseguir ver o "2" tem casamento em Miranda, quem não conseguir não casa.

Pedreira do Campo, Santa Maria A Pedreira do Campo, na ilha de Santa Maria, nos Açores, apresenta uma impressionante parede de "pillow lavas" com mais de 100 m de altura que atesta que a ilha esteve submersa há alguns milhares de anos. Alberga ainda inúmeros fósseis de organismos marinhos de há 5 milhões de anos.




Moinhos de Palmela No Parque Natural da Arrábida, em Palmela, pode fazer o percurso pedestre dos moinhos. Tem cerca de 13km com partida e de chegada na Serra do Louro. Pelo caminho, verá moinhos, a Estação Arqueológica de Chibanes, a Quinta do Anjo (Queijo de Azeitão e vinho) e sepulturas do Neolítico.

Paço Ducal de Vila Viçosa O Paço Ducal de Vila Viçosa, no Alentejo, começou a ser construído em 1501 e só foi terminado no século 17. A fachada de 110 metros revestida a mármore da região faz deste palácio real um exemplar único na arquitectura civil portuguesa. A visita custa 7€ e permite ver frescos e azulejos seiscentistas, tetos em caixotões pintados e lareiras em mármore, bem como colecções de pintura, escultura, mobiliário, tapeçarias, cerâmica e ourivesaria.







Castelo de Silves O Castelo de Silves, no Algarve, é uma das mais notáveis obras da engenharia militar árabe. Tem mais de mil anos e ergue-se no cimo da colina que domina a cidade. Devastada por vários sismos, esta fortificação em polígono irregular foi restaurada na década de 40 do século XX, mantendo as reminiscências árabes únicas que fazem merecer a visita. Foto: Artur Machado/Global Imagens




Aqueduto da Amoreira, Elvas. O impressionante Aqueduto da Amoreira, em Elvas, está incluído na área Património da Humanidade da cidade alentejana. São 7km de um sistema de transporte de águas concluído em 1628 que dominam a paisagem, a par das muralhas e do Forte da Graça, todos a merecer visita antes que o estio aperte.




Funicular de Bom Jesus do Monte, Braga. Construído ainda no século 19, o Funicular de Bom Jesus do Monte, em Braga, é património nacional e está classificado como monumento de interesse público. O percurso tem cerca de 300 metros e liga a base do Bom Jesus ao topo, a cerca de 116 metros de altitude. O sistema de locomoção baseia-se em tanques de água que esvaziam ou enchem, consoante o movimento seja de subida ou descida de duas carruagens em sentidos opostos. A viagem de ida e volta custa 2€. 2 / 20