Largo do Apoio em Barcelos





Largo do Apoio em Barcelos terá sido o primeiro largo do “burgo” com traço do urbanismo medieval da cidade de Barcelos. No seu centro, um chafariz de tradição renascentista (1621) atribuído a João Lopes; à sua volta, a Casa dos Carmonas, a Casa do Alferes Barcelense e a Casa do Santo Condestável D. Nuno Álvares Pereira.



Passeio dos Assentos ou das Obras Jardim das Barrocas em Barcelos





Monumental trabalho do século XVIII, em estilo rococó provincial.  Passeio dos Assentos ou das Obras ( Jardim das Barrocas) em Barcelos



Ermida de Nossa Senhora da Franqueira Pereira





Ermida de Nossa Senhora da Franqueira (Pereira) É uma construção de princípios do século XV. A sua fundação dedicada a Nossa Senhora da Franqueira é por tradição atribuída a Egas Moniz.



Igreja de Vilar de Frades em Barcelos





O mosteiro beneditino de Vilar de Frades terá sido fundado em 566 pelo bispo S. Martinho de Dume.

Do primeiro mosteiro beneditino fundado no séc. XI restam parcos elementos românicos.

Em 1425 é fundada e aqui sedeada uma congregação de cónegos seculares (Lóios). O conjunto foi renovado entre o séc. XVI e XIX, sendo de assinalar, no corpo da igreja, notáveis abóbadas nervuradas manuelinas e, no mesmo estilo, o belo portal principal. Do período barroco é o retábulo-mor da igreja e valiosos azulejos do século XVIII. 

No século XI é, no local, edificado um Mosteiro Beneditino. Atualmente, da primitiva construção, resta apenas um portal com três arquivoltas ricamente ornamentadas. Este espaço, em 1425, foi entregue a uma nova congregação, conhecida por Loios, tendo-se tornado casa-mãe da congregação, em Portugal. Hoje é um grandioso exemplar da arquitetura conventual Manuelina e Maneirista.

É, ainda, um dos mais imponentes conventos da região e foi, recentemente, alvo de uma ação de recuperação que lhe devolveu o esplendor de outros tempos.



Galo de Barcelos uma foto obrigatria na Cidade





Galo de Barcelos Monumento que é uma homenagem aos artesãos barcelenses. Deve-se à iniciativa de conjunto de artesãos e foi executada numa fábrica de fundição de Vila Nova de Gaia. Data de 2008. (Em frente ao Museu de Olaria Rua Conego Joaquim Gaiolas)



Casa da Azenha





Casa da Azenha Este imóvel reabriu ao público em 2015 revigorado e com outro objetivo. No piso superior, funciona um help point para acolhimento e apoio aos milhares de peregrinos que todos os anos cruzam o concelho, a caminho de Santiago de Compostela e outros com destino a Fátima. No piso inferior representa-se o ciclo do pão, uma homenagem válida aos nossos predecessores que contribuíram para o desenvolvimento da atividade da moagem com vista ao fabrico do pão.



Muralha do troo





Construção da Muralha troço datada do século XV, parte da iniciativa do 8.º Conde de Barcelos, D. Afonso. Possuía três portas principais, das quais apenas resta a Torre da Porta Nova. São ainda hoje visíveis troços na frente ribeirinha do Cávado e na Rua Faria Barbosa.



Edificio da Cmara Municipal da Barcelos





Este edifício da Edifício da Câmara Municipal da Barcelos é o resultado de uma série de anexações, reformas e acrescentos a partir do núcleo dos velhos Paços do Concelho, a que a grande remodelação e ampliação iniciada em 1849 procurou dar uma certa unidade. Aglomera o antigo Hospital do Espírito Santo, que serviu de posto de assistência dos peregrinos a Santiago de Compostela e a antiga Capela de Santa Maria, ambos do século XIV. A Torre e Casa da Câmara são do século XV e a Igreja da Misericórdia do século XVI. Todas as faces da história deste(s) edifício(s) foram-lhe devolvidas já nos nossos dias através de uma ação de reabilitação e valorização.



Ponte de Barcelos





A Ponte medieval de Barcelos localiza-se sobre o rio Cávado, na freguesia de Barcelos, cidade e concelho de mesmo nome, distrito de Braga, em Portugal.

Constituiu-se em importante local de passagem para os peregrinos do Caminho Português de Santiago e para as grandes feiras que se realizavam em Barcelos desde a Alta Idade Média.

É uma edificação gótica em pedra do início do século XIV, entre 1325 e 1330, mandada construir pelo Conde D. Pedro, para fazer a ligação entre Barcelos e Barcelinhos.

De notar, a estrutura em cinco arcos que a compõe, sendo o central mais alto, o que representa um traço estrutural da época. Está classificada como Monumento Nacional desde 1910.



Igreja de So Martinho Baluges





Igreja de São Martinho (Balugães) Igreja Paroquial datada do século XII, construída ao gosto românico.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal