Os 28 quilómetros entre Pocinho e Barca d’Alva, encerrados desde 1988 na Linha do Douro, vão ser recuperados e reactivados. O anúncio foi feito pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, no decorrer das comemorações dos 20 anos do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial da UNESCO, em Lamego.

 

Vamos fazer a linha do Douro. É um desígnio deste território. Mal andariam os governos que não apoiassem o projecto, declarou Ana Abrunhosa, citada pela TSF. 

A recuperação e reabertura do troço da Linha do Douro desde o Pocinho até à fronteira com Espanha tem sido reivindicada há décadas por autarcas e outras entidades.

 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por @portugal_para_o_mundo

 

Em Março, colheu a unanimidade dos partidos políticos na Assembleia da República, que aprovaram uma resolução a dar sequência a uma petição da Liga dos Amigos do Douro Património Mundial, defendendo que a linha deve ser completamente modernizada entre Ermesinde e Pocinho e totalmente recuperada até Barca dAlva.

 

 

 

Para além da reabertura dos 28 quilómetros da linha do Douro encerrados em 1988, entre Pocinho e Barca d"Alva, também se defendeu a reabertura de linhas afluentes, com as do Tâmega, Corgo e Sabor.

 

 

 

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal