O que fazer em Ilha da Madeira os 7 melhores locais para visitar


Museu de Eletricidade - Casa da Luz Ilha da Madeira





O Museu de Eletricidade - Casa da Luz é um museu da Empresa de Eletricidade da Madeira. Situado na baixa do Funchal, ilha da Madeira. Foi inaugurado a 24 de novembro de 1997, em celebração do centenário da introdução da energia elétrica na Região Autónoma da Madeira.

O Museu de Electricidade Casa da Luz, é um Museu de Empresa, (EEM- Empresa de Electricidade da Madeira), que está instalado no espaço da antiga Central Térmica do Funchal, inaugurada em 1897, a então Madeira Electric Lighting Company Limited, primeira concessionária de eletricidade da Madeira.Após várias alterações, em 1949, irão surgir os Serviços Municipalizados de Eletricidade, passando-se pela primeira vez para uma entidade pública um setor estratégico. Em 1974 será criada a empresa pública (EEM), responsável pela produção transporte e distribuição de energia elétrica no Arquipélago da Madeira. A Central Térmica do Funchal só foi definitivamente desativada em 1989, tendo acolhido desde então o Museu de Electricidade-”Casa da Luz”.Museu apresenta uma exposição sobre várias áreas temáticas. Uma primeira, mostra vários tipos de iluminação utilizados na Cidade do Funchal e seu respetivo mobiliário urbano, desde os primeiros exemplares de lamparinas de azeite até aos candeeiros da atualidade, sob o título “Luzes do Funchal”.

Uma primeira área de exposição, sob o título “Luzes do Funchal”, mostra vários tipos de iluminação utilizados na cidade do Funchal e seu respetivo mobiliário urbano, desde os primeiros exemplares de lamparinas de azeite até aos candeeiros da atualidade.

Uma segunda área temática, intitulada por “Um Século de Eletricidade”, apresenta-nos um historial evolutivo da eletrificação no arquipélago, com a presença de maquinaria diversa e com as duas principais formas de produção de energia elétrica: a térmica e a hidráulica.

Procedeu-se ainda à instalação, no local de exposição denominado "Segunda Nave", de um posto de transformação com a respetiva ligação a um poste de eletricidade. Este espaço foi ainda completado com maquetas de várias centrais elétricas e ainda de redes elétricas urbanas e rurais, assim como uma carta oro-hidrográfica tridimensional que sintetiza o esforço gradual de eletrificação do arquipélago.



Museu de Arte Contemporânea do Funchal





O Museu de Arte Contemporânea do Funchal (MACFunchal) foi um museu, situado na Fortaleza de São Tiago do Funchal, na cidade do Funchal, na Madeira. Em outubro de 2015, mudou de designação para MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira e a sua coleção passou para o Centro das Artes - Casa das Mudas.

Concebido pelo arquiteto Paulo David, o Mudas.Museu de Arte Contemporânea, trata-se de um edificio moderno premiado internacionalmente pela sua arquitetura e perfeita integração na paisagem, é palco de diversas exposições, espetáculos musicais, peças de teatro e conferências.

O Mudas.Museu de Arte Contemporânea está localizado numa colina sobranceira à vila da Calheta, na zona oeste da ilha da Madeira, a pouco mais de 30 minutos de distância da cidade do Funchal.O acervo museológico e artístico deste espaço foi transferido da Fortaleza de S. Tiago, no Funchal num total de 400 peças, desde a década de 1960 até a atualidade.Neste núcleo composto por obras da autoria de vários artistas plásticos nacionais de renome, encontram-se representados no seu espólio vários artistas plásticos portugueses, incluindo alguns nascidos na Ilha da Madeira: Lourdes Castro, Maria Helena Vieira da Silva, Fernando Calhau, António Palolo, Rui Sanches, João Queiroz, Michael Biberstein, Patrícia Garrido, Martha Telles, Pedro Cabrita Reis, Ana Vidigal, Gäetan, Eduardo Batarda, Daniel Blaufuks, Bárbara Assis Pacheco, Miguel Branco, Pedro Calapez, Pedro Casqueiro, Rui Chafes, Pedro Portugal, José Pedro Croft, Ilda David, Jorge Molder, José Loureiro, Álvaro Lapa, Ana Hatherly, João Vilhena, entre muitos outros. Esta infra-estrutura conta com uma área coberta de construção de 12 000 m², tendo sido edificado como ampliação da já existente "Casa da Cultura da Calheta", onde funcionava presentemente o espaço "Galeria"



Madeira Optics Museum Ilha da Madeira





O Madeira Optics Museum, também conhecido por Museu da Madeira, é um museu localizado na cidade do Funchal. Este museu conta no seu espólio com peças de vários ramos da óptica, oriundas de todo o mundo, coleccionadas desde a década de 1960 até à actualidade.

O Museu da Ótica da Madeira apresenta uma coleção de dispositivos relacionados à óptica, adquiridos pelos proprietários nas suas viagens à volta do mundo, nos últimos 50 anos.

A coleção está organizada em 10 subcategorias como câmeras fotográficas, câmeras de filme e projetores, binóculos e telescópios, o objetos que datados entre os  sécs. XVIII e XX.   O museu está localizado num antigo edifício do século 19, classificado edifício de interesse histórico e arquitetônico, mantendo assim a maioria das características originais da sua fachada. Este edifício foi objecto de pequenas obras de restauração que visaram a requalificação da área circundante e do dito museu.   A coleção está disposta num espaço com uma área de 150m2 a qual engloba um pequeno jardim exterior onde os visitantes podem tomar uma xícara de chá / café.

Madeira Story Centre Ilha da Madeira





O Madeira Story Centre é um museu interativo português que relata a História e Cultura da Madeira, localizado na Zona Velha da cidade do Funchal, Madeira.

O Madeira Story Centre, é um museu situado em plena Zona Velha do Funchal, onde ficará a conhecer toda a História da Madeira de forma tão envolvente que sentir-se-í  parte dela!

Os conteúdos do Museu são rigorosos e detalhados para dar-lhe a melhor informação sobre a História e Cultura da Madeira; das origens vulcânicas aos hidroaviões, passando pelas descobertas e até por ataques de ferozes piratas, tudo contado com a exactidão que você exige.

Madeira Story Centre inclui ainda uma grande loja de Artesanato com artigos regionais e um restaurante tí­pico situado no terraço panorâmico com capacidade para 200 pessoas para promoção da gastronomia madeirense.

Madeira Story Centre, é um museu situado em plena Zona Velha do Funchal, onde ficará a conhecer toda a História da Madeira de forma tão envolvente que sentir-se-à parte dela!

Os conteúdos do Museu são rigorosos e detalhados para dar-lhe a melhor informação sobre a História e Cultura da Madeira; das origens vulcânicas aos hidroaviões, passando pelas descobertas e até por ataques de ferozes piratas, tudo contado com a exactidão que você exige.

Madeira Story Centre inclui ainda uma grande loja de Artesanato com artigos regionais e um restaurante típico situado no terraço panorâmico com capacidade para 200 pessoas para promoção da gastronomia madeirense.

Dispõe ainda de jardins temáticos onde ficará a conhecer as plantas e flores típicas da Madeira, sobre uma vista magnifica do centro histórico do Funchal.



Museu de História Natural do Funchal





Criado pela Câmara Municipal do Funchal em 1929, o Museu de História Natural do Funchal constitui o mais antigo museu em funcionamento no Arquipélago da Madeira e alberga mais de 41 000 exemplares de espécies animais.

O Museu de História Natural é o mais antigo museu em funcionamento no Arquipélago da Madeira, inaugurado oficialmente a 5 de Outubro de 1933. Está instalado no Palácio de São Pedro, no Funchal, uma das mais significativas obras da arquitetura civil portuguesa, dos meados do século XVIII, mandado construir pela família Carvalhal.Após a sua aquisição pela Câmara Municipal do Funchal, em 19 de setembro de 1929, ali foram instaladas a Biblioteca Municipal do Funchal, o Museu Regional da Madeira e o Arquivo Regional da Madeira.Atualmente, apenas funciona no edifício o Museu de História Natural do Funchal, a sua Biblioteca Científica e o Aquário Municipal. Museu de História Natural do Funchal é o mais antigo museu do arquipélago da Madeira. Localiza-se no Palácio de São Pedro, uma das mais significantivas obras da arquitetura civil portuguesa, de finais do século XVII, na Rua da Mouraria, no Funchal. Já existia como Museu Regional da Madeira desde 1929, mas foi inaugurado com a designação de Museu Municipal do Funchal (mais recentemente Museu Municipal do Funchal (História Natural)) oficialmente em 5 de outubro de 1933.



Centro das Artes - Casa das Mudas Madeira





Abriu ao público no dia 8 de outubro de 2015 o Mudas.Museu de Arte Contemporânea da Madeira. O Museu de Arte Contemporânea foi criado em 1992 e instalado na Fortaleza de São Tiago no Funchal. Desde 1986 que uma seleção de obras de arte estiveram expostas na Quinta Magnólia no Funchal sobre a designação de Núcleo de Arte Contemporânea. A coleção tem a sua origem nos prémios Cidade do Funchal, organizados em 1966 e 1967, pela então Delegação de Turismo da Madeira.

O Centro das Artes-Casa das Mudas na Calheta foi inaugurado em 2004 e é projecto do premiado arquitecto madeirense Paulo David, tendo ao longo dos seus onze anos de vida realizado numerosos projectos expositivos temporários, assim como desenvolveu uma programação variada no seu auditório.

Foi decidida a passagem da coleção de arte contemporânea da Fortaleza de São Tiago, onde sempre viveu com constrangimentos, para as novas instalações. De cerca de 400 m2 de área de exposição passou a dispor de cerca de 1800 m2. O novo Museu dispõe de reservas, outras áreas técnicas, centro de documentação, auditório, cafetaria e loja.

O Centro das Artes - Casa das Mudas, edifí­cio premiado internacionalmente pela sua arquitectura e perfeita integração na paisagem, está localizado no concelho da Calheta, na zona oeste da Região Autónoma da Madeira, a pouco mais de 30 minutos de distância da cidade do Funchal. Nele está sediado o MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira, anteriormente localizado na Fortaleza de São Tiago com a designação de Museu de Arte Contemporânea do Funchal.

O Centro das Artes - Casa das Mudas, da autoria do arquitecto Paulo David, nomeado para a edição de 2005 do prémio europeu de arquitectura contemporânea Mies van der Rohe, conta com uma área coberta de construção de 12.000 m, tendo sido construí­do como expansão da já existente Casa da Cultura da Calheta, onde funciona actualmente o espaço Galeria.

Com um núcleo de construção completamente novo e autónomo, o novo Centro inclui área para exposições, auditório, biblioteca, loja, cafetaria, restaurante e uma ampla zona de animação cultural para ateliês e oficinas artí­sticas e um parque de estacionamento subterrâneo com capacidade para 92 lugares.

O edifí­cio foi concebido de modo a criar um ambiente sóbrio e aprazí­vel, proporcionando perspectivas de visão a partir do interior, sobre o mar e as encostas circundantes.

Na sua construção foram adoptadas soluções técnicas que permitissem garantir a funcionalidade dos espaços criados e o melhor enquadramento possí­vel do edifí­cio no espaço envolvente.



Praia da Laje ilha da Madeira





A Praia da Laje ou Praia da Jamaica é uma praia de areia preta situada na freguesia do Seixal, na ilha da Madeira, em Portugal.

No ano de 2004 foi alvo de melhorias, passando a ter balneários, restaurante e nadador salvador.

A Praia da Laje, de acesso livre, é uma praia de areia preta de acesso livre com instalações sanitárias.   Esta praia não tem vigilância.   O Complexo Balnear da Laje, também conhecido por “Praia da Jamaica”, situa-se na costa norte da ilha, na freguesia do Seixal. Esta praia fica escondida entre rochedos e é tem uma beleza de uma paisagem pintada pelo verde da montanha e pelo azul cristalino do mar. O nome praia da Jamaica adveio da plantação de palmeiras no passeio que leva ao mar. Esta praia de areia preta distingue-se, não só pelas águas cristalinas, mas também pela tranquilidade que transmite. Apesar de ter instalações sanitárias e um bar de apoio no verão, esta praia não tem vigilância.

  • O que fazer em Ilha da Madeira os 7 melhores locais para visitar