Um novo relatório , publicado no início deste mês pelo Fórum Econômico Mundial, classificou quais países lançam o tapete de boas-vindas aos viajantes e quais são os responsáveis.

O Relatório de Competitividade de Viagens e Turismo classificou 140 países de acordo com a atratividade e a competitividade nos setores de viagens e turismo.
 
O ranking amigável era apenas um aspecto do relatório, analisando a competitividade de cada país em viagens e turismo. Essa competitividade é baseada na medida em que eles estão colocando em prática os fatores e políticas para torná-lo atraente para desenvolver o setor de viagens e turismo.

No Índice Geral de Competitividade de Viagens e Turismo, a Europa foi a região de topo, com as cinco primeiras posições todas ocupadas por países europeus. Suíça, Alemanha e Áustria foram os três primeiros nesta ordem. A Suíça encabeçou o ranking desde que o índice começou há cinco anos.

Excelentes infra-estruturas e instalações turísticas, apelo a viagens de negócios, desenvolvimento sustentável de recursos naturais e recursos culturais ricos estavam entre os fatores-chave para conseguir as posições mais altas no ranking.

Segurança / segurança, infra-estrutura subdesenvolvida e preocupações com o desenvolvimento sustentável estão entre os fatores que diminuem a competitividade dos países.

Atitude da população em relação aos visitantes estrangeiros

(1 = muito indesejável; 7 = muito bem-vindo)

Mais amigável


1. Islândia 6.8 
2. Nova Zelândia 6.8 
3. Marrocos 6.7 
4. Macedónia, ARJ 6.7 
5. Áustria 6.7 
6. Senegal 6.7 
7. Portugal 6.7 
8. Bósnia e Herzegovina 6.6 
9. Irlanda 6.6 
10. Burkina Faso 6.6

Não amigável


1. Bolívia 4.1 
2. Venezuela 4.5 
3. Federação Russa 5.0 
4. Kuwait 5.2 
5. Letónia 5.2 
6. Irão 5.2 
7. Paquistão 5.3 
8. República Eslovaca 5.5 
9. Bulgária 5.5 
10. Mongólia 5.5