Praia da Terra Estreita





Esta uma linha de praia com cerca de 50 metros de largura. Tambm conhecida como a praia de Santa Luzia quase sempre despovoada e tem uma vista panormica de cortar a respirao.

Praia da Lota





Esta praia e bastante popular para a pratica da pesca de cana e comum encontrar vrios barcos de pesca ricamente ornamentados e pintados artesanalmente o que enriquece bastante a paisagem.

Praia de Cabanas de Tavira





A Praia de Cabanas de Tavira ou simplesmente Praia de Cabanas é uma praia marí­tima situada na freguesia de Cabanas de Tavira, concelho de Tavira; é uma das praias do Parque Natural da Ria Formosa. Encontra-se integrada na Ilha de Cabanas, e como tal o acesso é feito de barco a partir de Cabanas de Tavira.

Em 2013 o jornal The Guardian considerou-a a melhor praia de Portugal e Espanha..

Para nascente da Ilha de Tavira, surge a Ilha de Cabanas, uma estreita mas extensa língua de areia, antes da última barra da ria para nascente. A praia situa-se em frente à vila de Cabanas. Da comprida marginal de Cabanas espreitam-se os barcos de pesca artesanal ancorados na ria e as casas de aprestos.

A praia possui equipamentos de apoio aos utentes (bares e wc) e vigilância durante a época balnear. Esta é também uma praia indicada para a prática de windsurf e vela.

Acesso: é feito em pequenas embarcações de pescadores a partir da marginal de Cabanas, num passeio de cerca de quatro minutos.



Praia da Ilha de Cabanas





Separado por um brao de agua da Ria Formosa, Cabanas calma e bastante isolada. Tem acesso por barco desde Tavira, O Quinta Velha Resort encontra-se nas imediaes..

Praia da Manta Rota





Localizasse junto da pequena aldeia de pescadores com o mesmo nome, mantm um ambiente bastante sereno e esta relativamente perto da aldeia para ter como suporte varias funcionalidades adequadas ao turismo e restaurantes de apoio.

Praia do Lacm Tavira





A praia do Lacém é uma praia marí­tima da freguesia de Cabanas de Tavira, concelho de Tavira, Algarve, Portugal.

Está integrada no Parque Natural da Ria Formosa. Ocupa a extremidade oriental da Ilha de Cabanas, entre a Praia de Cabanas de Tavira e a Barra do Lacém, que a separa da ilha frente a Cacela Velha. É uma praia selvagem, pouco frequentada, dado o seu isolamento e ausência de estruturas e meios de apoio. Também é conhecida entre a população como Alacém. Na margem continental da ria existe uma praia com o mesmo nome, que se estende desde a foz do ribeiro do Lacém até Cabanas de Tavira; acesso difí­cil, por estrada de terra batida.

 

Esta pequena praia de ria insere-se em plena paisagem agrícola, entre hortas, vinhas e pomares de sequeiro. O acesso para a praia é um pequeno caminho rural que acompanha uma ribeira temporária, ao longo da qual se desenvolve densa vegetação ribeirinha, com canavial e muitas silvas.

O areal é bastante exíguo, com modestas cristas dunares onde domina o estorno. O habitat dominante é mesmo o sapal e o cheiro a maresia e a vaza é intenso. Para além do estreito braço de ria, encontra-se a Ilha de Cabanas, muito fina e baixa neste local e apenas vegetada com pequenas ervas (o feno-do-mar), não oferecendo grande resistência aos galgamentos do mar. 



Praia de Santo António





Esta praia a que fica mais perto da fronteira com Espanha e est na foz do rio Guadiana.

Praia de Cacela Velha





Localizasse no extremo da fronteira da Ria Formosa, na pennsula de Cacela (uma referencia ao nome da praia) rodeada de pomares e lagoas tem acesso por mar desde a cidade.

Praia do Monte Gordo





Esta outra praia da zona que era usada praticamente para a entrada e sada dos barcos de pesca , hoje em dia e dada a funcionalidade mais artesanal dos barcos a sua principal funo agora e turistica e os mesmo so meramente decorativos.

Castelo de Tavira Algarve





O Castelo de Tavira localiza-se na freguesia de Santiago, cidade de Tavira, distrito de Faro, em Portugal.

Em posição dominante sobre a foz do rio Gilão a povoação desenvolveu-se como importante porto marí­timo desde a Antiguidade.

Apesar da sua origem fenícia, as muralhas de Tavira foram reconstruídas ao longo dos séculos XI e XII, durante o período árabe.

Com a conquista cristã da cidade, em 1242, a muralha viria a beneficiar de vários melhoramentos durante os reinados de D. Afonso III e D. Dinis.

Após a construção de uma muralha fenícia entre os séculos VIII e VII a. C. passaram-se cerca de catorze séculos sem que nenhum importante aglomerado urbano se tivesse formado nas margens do Gilão. Os muçulmanos retomam a povoação de Tavira, em finais do século X ou inícios do XI, promovendo a construção do castelo no topo da colina de Santa Maria. Uma das suas funções seria proteger o vau do Gilão que permitia o trânsito entre as duas margens, supostamente, antes da construção da ponte.

Restam ainda alguns troços de muralha e o núcleo principal do Castelo.

No interior aprecia-se um agradável jardim e uma bonita vista da cidade.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal