12 Melhores Coisas para fazer em Ponte do Sor


Ponte de Sor é uma cidade rural numa terra onde os sobreiros são cultivados pela sua valiosa casca. E embora Porte de Sor seja bastante quieta e despretensiosa, sempre há algo acontecendo no elegante centro de cultura e artes “CAC”. O campo é seco e branqueado pelo sol no verão, mas a água ainda é um tema constante na Ponta do Sor, devido à Barragem de Montargil, onde os esportes aquáticos estão marcados de junho a setembro.

Na cidade, a nova Zona Ribeirinha é o local ideal para passar o rio. E se alguém da família adora cavalos, a fazenda real em Alter do Chão é um dia de sonho.

Vamos explorar as melhores coisas para fazer em Ponte de Sor :

1. Zona Ribeirinha

 

Na margem direita do Sor é um novo parque ribeirinho.

Este espaço convidativo tem bancos, gramados e árvores de folha caduca, bem como locais ao ar livre, onde todas as grandes reuniões e concertos da cidade acontecem no verão.

Em um dia comum, você poderia simplesmente tirar o peso de um banco, observar o rio e ouvir os idosos conversando.

No verão, você também pode dar um mergulho nas piscinas públicas ao ar livre, abertas todos os dias de junho a setembro e apenas € 1,50 de entrada para um adulto.

Há também um café e uma passarela moderna, todos parte deste projeto liderado pelo arquiteto local Nuno Matos Duarte.

2. Capela de Santo António de Montargil

Ao lado da Barragem de Montargil, no topo de uma colina com sobreiros, existe uma adorável capela do século XVIII.

Por um lado, você poderia passear pelo morro apenas pelas vistas de Montargil, da represa, do reservatório e da paisagem escassa e ondulada.

Os acessórios da capela são todos da época em que foi construída, e a sua atenção será roubada pelo retábulo com a exuberante talha dourada que foi em grande estilo durante o barroco em Portugal

3. Barragem de Montargil

A Barragem de Montargil foi concluída em 1958 e retém um reservatório de 1.646 hectares de tamanho.

E apesar de ser artificial, este corpo de água é lindo e rapidamente se tornou um refúgio regional para a vida selvagem, especialmente pássaros.

É suficiente apenas passear ao longo da costa, mas o reservatório também é um centro para esportes aquáticos no verão.

Se isso soa como o seu tipo de coisa entre em contato com o Clube Náutico Montargil, que aluga pedalinhos, caiaques e jet-skis, e também organiza viagens de lancha e wake-boarding.

4. Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor

Inaugurado em 2009, o centro de arte e cultura de Ponte de Sor (CAC) está em uma antiga fábrica no extremo superior da Zona Ribeirinha.

Este era um moinho de cereais construído na década de 1920 para moer farinha e descascar arroz, e muitas de suas máquinas foram mantidas e expostas.

Este edifício é espaçoso e tem muitos usos, mantendo a biblioteca da cidade, arquivos, um teatro, bem como galerias de exposições e um restaurante.

Algo novo no CAC é o “Fablab Alentejo”, um laboratório e oficina de alta tecnologia com estações de trabalho de última geração e uma impressora 3D disponibilizada para escolas e artistas.

5. Igreja da Misericórdia de Galveias

Dentro dos limites de Ponte de Sor está a freguesia de Galveias, onde aguarda-se uma fascinante peça de herança religiosa.

Esta igreja é de 1700 e compartilha o mesmo formato de muitos edifícios religiosos para a irmandade da Misericórdia, com um templo principal e edifícios laterais como um salão de reuniões em anexo.

Algo que pode chamar sua atenção para a fachada é o esquema de pintura: a maioria das igrejas alentejanas tem branco com uma outra cor, enquanto esta igreja, assim como sua borda amarela, tem vermelho e preto em seu frontão e portal.

O interior é em grande parte rococó, como você verá na imitação do arco de mármore da capela-mor e no altar de alvenaria com molduras douradas.

 

6. Oásis - Parque Aquático

Os membros da família mais pequenos podem precisar de um lugar um pouco menor que um reservatório para se divertir na água.

Tão felizmente em Galveais há um parque aquático com uma seção ao ar livre espaçosa que tem uma piscina, playground e dois slides, um aberto e um coberto.

Os adultos serão capazes de se estacionar na área verde, que é cheia de palmeiras e é tão grande que é quase como um parque próprio.

Você pode trazer um piquenique, e se o tempo não cooperar, há também uma piscina coberta de 17 metros no local.

7. Ponte de Vila Formosa

Leste de Ponte de Sor no rio Seda é uma ponte que resistiu ao teste de 2.000 anos.

A Ponte de Vila Formosa tem 100 metros de comprimento e está na estrada romana que ligava o que é hoje Lisboa à cidade de Mérida, que na época era a capital da Lusitânia.

Um dos sinais reveladores de que esta era uma ponte romana é a seqüência de buracos entre os seis arcos.

Estes foram projetados para deixar a água passar pela ponte durante uma inundação para impedir que ela seja arrastada.

8. Alter do Chão

Siga em frente até a cidade de Alter do Chão, a 20 minutos a leste de Ponte de Sor e com algumas atrações de alto nível.

O óbvio deles é a Coudelaria de Alter do Chão, o garanhão real.

Este foi fundado em 1848 pelo rei John V para criar cavalos para a sua escola de equitação real.

Após um período de declínio no século 20, o centro se recuperou como uma terra de sonhos para os amantes de cavalos.

Você pode dar uma aula sobre cavalos nobres Alter Real Lusitano, observá-los pastando e fazer um tour pelos estábulos históricos.

Também faça algum tempo para o Castelo de Alter do Chão, que se parece muito com quando foi reforçado por Pedro I durante o século XIV.

9. Fluviário de Mora

Não muito longe da Barragem de Montargil é um aquário tudo sobre os ecossistemas de rios e lagos de água doce.

Há apenas um punhado de atrações como esta no mundo, e esta hospeda mais de 500 animais de 55 espécies diferentes.

Facilmente as estrelas do show são as lontras européias e orientais de garras pequenas.

Nos tanques estão vários anfíbios e tartarugas, assim como os gostos de raias, bagres e esturjões.

Todas são espécies de água doce, alojadas em habitats que imitam seus lares naturais e têm informações detalhadas sobre sua biologia e comportamento.

O Fluviário em parque junto à Barragem do Gameiro, onde existe também um parque de campismo, jardim de piqueniques e praia fluvial.

10. Cine-Teatro de Ponte de Sor

O cinema de Ponte de Sor é um salão Art Déco que surgiu pela primeira vez na década de 1930.

Como o deixa claro, este local funciona como um teatro, hospedando peças, performances musicais e conferências.

Se estiver com vontade de assistir a um filme, os falantes de inglês ficarão satisfeitos em saber que os filmes são exibidos em seu idioma original em Portugal, com legendas em vez de dublagem.

Venha durante o dia, pois é um marco que merece uma foto para suas pilastras caneladas e os padrões geométricos em seus vitrais.

 

11. Festas da Cidade

Ponte de Sor recebeu o estatuto de cidade em Julho de 1985 e esta data tem sido celebrada desde então com uma série de concertos agora encenados na Zona Ribeirinha.

Há também feiras de artesanato e gastronomia regional e muitos eventos paralelos, como demonstrações de dança e oficinas.

Cada noite tudo se transforma em um show de um conhecido artista da cena pop de Portugal.

Para dar um gostinho, em 2016 duas das noites foram encabeçadas pelo cantor e compositor António Zambujo e a estrela do Youtube Mia Rose.

12. Comida e Bebida

Com muitos cursos de água ao redor de Ponte de Sor, água doce fresca como truta e carpa são deliciosos, e são fritos, assados ou cozidos em ensopados.

No ermo, muitas vezes as pessoas caçavam suas refeições até o século 20, por isso existem receitas ancestrais para caça, como perdiz, pombo, javali e coelho.

O ensopado de cordeiro alentejano atinge o local em dias mais frios de inverno, e o favorito ibérico, migas (pão restante, refried) é cozido com carne de porco e aspargos selvagens na primavera.

Também muito regional é a açorda alentejana, um tipo de caldo ou pasta com pão, alho, azeite e ovos.

  • 12 Melhores Coisas para fazer em Ponte do Sor


Outros Artigos Populares no Blogue