12 melhores coisas para fazer em Rio Tinto

12 melhores coisas para fazer em Rio Tinto

A nordeste do Porto, a Rio Tinto é uma freguesia ligada à cidade através do Metro do Porto (Linha Laranja). Nas proximidades existem igrejas tradicionais, museus especializados, um zoológico e um parque deslumbrante sobre as ruínas de uma antiga quinta.

Nos subúrbios do leste e do norte do Porto, você encontrará coisas legais que a maioria dos turistas sente falta, como o Museu da Farmácia de classe mundial e as solenes esculturas no Prado do Ropouso.

Enquanto isso, a cidade da Maia fica a uma curta distância e tem suas próprias atrações, incluindo o edifício mais alto fora de Lisboa.

Vamos explorar as melhores coisas para fazer em Rio Tinto :

1. Igreja Matriz de Rio Tinto

 

Sobre o vale do rio Tinto, a poucos passos da estação de metro está a igreja local, que está em relevo para os novos desenvolvimentos em torno dele.

Isto é de 1770 e substituiu uma igreja conventual medieval.

Nas fachadas existem seis painéis de azulejos representando vários santos importantes para a Rio Tinto.

É difícil ignorar a riqueza da decoração interna, particularmente no altar, que tem imagens de santos cercados por grande quantidade de madeira dourada.

A igreja é também bastante rara em Portugal por ter um tabernáculo (para conter a Eucaristia); como o resto da igreja, isso é muito opulento e tem cenas da Paixão em suas portas.

2. Museu Mineiro de São Pedro da Cova

 

O carvão foi descoberto logo depois dos limites do nordeste do Porto, no século XVIII, e onde havia fazendas na paróquia de São Pedro da Cova, a mineração logo assumiu.

Essa mina em particular foi explorada por 200 anos antes de ser concluída em 1970. O museu fica na Casa da Malta, que costumava abrigar mineiros que haviam viajado para trabalhar aqui de outras partes do país.

Se você está interessado na indústria antiga, você pode ver o que resta da antiga mina, enquanto o museu tem duas partes: a primeira descreve o tipo de minério extraído aqui, e a segunda parte da vida e da rotina de um minério. trabalhador.

 

3. Estádio do Dragão

 

Quatro paragens na Linha F do Metro do Porto é uma das catedrais de futebol da Europa.

É o estádio da casa do FC Porto, que é membro dos três grandes de Portugal.

Juntamente com o Sporting e o Benfica, o Porto luta constantemente pelo título da Liga.

Eles também têm um pedigree continental, tendo vencido a Taça dos Campeões Europeus / Liga dos Campeões e a Taça UEFA / Europa League duas vezes cada.

Esta história de prestígio é gravada no museu, que você pode combinar com um passeio neste estádio da UEFA Four Star.

Jogos diferentes dos derbies locais e contra os Big Three quase nunca se esgotam, então você pode facilmente comprar um ingresso no escritório no dia de um jogo entre agosto e maio.

4. Porto

 

Há muito para mantê-lo ocupado nas paróquias ao redor da Rio Tinto, mas você sempre estará a apenas 15 minutos do centro do Porto no metrô.

Como qualquer grande cidade européia, há algo para pessoas de todas as esferas e idades.

Se você quer sentir a agitação de uma cidade antiga, o bairro da Ribeira é para você, e se você quer grandes atrações, há a muito fotografada Ponte Dom Luís I, o Palácio da Bolsa e uma série de igrejas decoradas com trabalhos em madeira e azulejos.

Aqueles com um paladar para vinho generoso podem atravessar o Douro em Gaia onde há dezenas de lojas portuárias onde você pode provar e comprar esta bebida estimada.

5. Museu Militar do Porto

 

Na paróquia do Bonfim, a oeste do Porto, fica o museu militar da cidade.

Você pode chegar em dez minutos no metrô, usando a estação Heroísmo.

É um edifício impressionante, construído como uma residência palaciana no século 19 e mais tarde usado como o QG da polícia secreta durante o regime de Salazar.

Na coleção é uma riqueza de espadas antigas, uniformes e armas de diferentes tamanhos, de 1400 a 1900.

Mas a peça de resistência tem que ser o conjunto de figuras em miniatura, totalizando 16.000 e produzido pelos principais fabricantes da Europa.

 

6. Quinta do Covelo

 

A oeste do Estádio do Dragão encontra-se este encantador parque de oito hectares, no meio de uma antiga zona residencial na periferia norte do Porto.

Nos trechos superiores da colina são gramados e bosques de palmeiras, pinheiros e carvalhos.

Pais com crianças menores podem visitar os balanços e escorregadores, mas o que realmente empresta o personagem do parque são as ruínas da antiga propriedade que uma vez continha este parque.

Ainda é possível distinguir a fachada barroca desta imponente casa, que foi deixada como uma concha oca desde o Cerco do Porto em 1832-1833.

7. Zoo da Maia

 

Se você estiver com sorte com o tráfego, você estará neste zoológico em 15 minutos ou mais da Rio Tinto.

Vale a pena o esforço se você tiver jovens com você, pois o zoológico tem uma forte inclinação educacional e é dedicado à conservação.

Pode ostentar a maior exposição de répteis em Portugal, com lagartos banhados, pitões birmaneses, lagartixas, cobras do deserto, víboras verdes, iguanas e crocodilos.

Há também muitos outros rastejantes, como escorpiões e tarântulas.

Menos assustadoras são as demonstrações de aves de rapina que acontecem três vezes ao dia, ou a apresentação de leões-marinhos quando você observa este animal nadando e se alimentando.

8. Rua Santa Catarina

 

A principal rua comercial do Porto também está em contacto, a cerca de 15 minutos da estação de Levada até ao Bolhão.

É uma via longa, começando no norte com escritórios e habitações relativamente indescritíveis, e ficando mais turística à medida que desce a encosta.

A secção mais animada começa logo a sul da estação do Bolhão e tem uma mistura de lojas e boutiques que vendem itens únicos, especialidades locais e cadeias internacionais mais conhecidas, como Zara e Bershka, todas situadas em edifícios requintados do século XIX.

O Mercado do Bolhão merece uma parada, tanto pela arquitetura da virada do século ao redor do pátio quanto pela sua produção.

9. Torre Lidador

 

O quinto maior edifício de Portugal, e o mais alto fora de Lisboa, fica a 15 minutos de carro, na Maia.

Se isso despertar sua curiosidade, você pode se inscrever para uma excursão, que o levará ao topo desta torre de 92 metros para um panorama abrangente da Área Metropolitana do Porto.

No telhado, o guia mostrará os marcos visíveis e dará um pouco de fundo à Maia e à sua história.

Em frente a este edifício está uma estátua do comandante do século XII, Gonçalo Mendes da Maia.

Ele nasceu nesta área e entrou para a história em 1170, quando aos 91 anos apareceu na vanguarda de uma batalha contra os mouros (daí o nome “Lidador”).

10. Museu da Farmácia

 

Vale a pena cada minuto da viagem em direção à costa é este excelente museu médico que reuniu uma série de instrumentos e recipientes de muitas civilizações e períodos.

Há itens aqui do antigo Egito, Mesopotâmia, Roma, Grécia, China, Japão, Rússia, bem como objetos incas e astecas.

Mas o melhor de tudo são os dois interiores de farmácias reconstruídos, que têm suas panelas de barro e prateleiras.

Uma é a antiga farmácia da Estácio, que ficava na rua Sá da Bandeira, no Porto.

O outro viajou muito mais longe, de um palácio do Império Otomano do século 19 em Damasco.

 

11. Igreja de Nossa Senhora do Ó de Águas Santas

 

Esta igreja românica na Maia é tão antiga que até precede Portugal como nação.

Tem suas origens no século 10, quando foi anexado a um convento, e foi reconstruído em sua forma atual na década de 1120.

As coisas ficam muito atmosféricas no adro da igreja, onde há cinco sarcófagos monolíticos que datam do início da idade média.

Em um deles você pode fazer uma cruz circular de Malta e brasão de armas.

E nas duas naves são capitéis esculpidos com motivos animais e vegetais.

 

12. Mosteiro de Leça do Balio

 

Preservado como Monumento Nacional, este mosteiro ergue-se junto ao rio Leça, junto à antiga estrada romana que ligava o Porto a Braga.

Está aqui desde os anos 900, mas o design atual é de 1300.

E o que você notará imediatamente é a aparência defensiva difícil.

Este foi construído tanto para a defesa quanto para a adoração, de modo que existem merlões pontiagudos e alças de flechas, e quase nenhuma abertura na fachada principal, exceto pelo portal e pela janela rosa, ele mesmo guardado por ameias.

No interior é uma fusão de românico e gótico, sem nenhuma das decorações exuberantes das igrejas do Porto.

Há um teto de madeira e paredes e colunas nuas, que têm uma qualidade leve e arejada da palidez de suas pedras.







O que visitar e conhecer em Portugal

Os 7 melhores locais para visitar na Ilha Terceira

Os 7 melhores locais para visitar na Ilha Terceira

Praia das Escaleiras Praia da Vitria, ilha Terceira, AoresA Piscina das Escaleiras é uma piscina natural localizada na freguesia da Vila Nova, concelho da Praia da Vitória, ilha Terceira, Açores. Trata-se de uma praia composta por uma parte de areias grossas e por uma parte rocha de pedras basálticos de cor negra rode...
As 15 melhores actividades para fazer e visitar em Viana do Castelo

As 15 melhores actividades para fazer e visitar em Viana do Castelo

Ponte da Cavada VelhaA Ponte Nova, ponte da Cavada Velha ou como também é referida, ponte da Cava da Velha, é uma ponte romana em Portugal, sobre o rio Castro Laboreiro, no perí­metro do Parque Nacional da Peneda-Gerês, localizada nas proximidades da inverneira de Assureira, 3km a Sul de Castro Laboreiro, conce...
Dicas de 7 lugares grátis para visitar em Loulé

Dicas de 7 lugares grátis para visitar em Loulé

Praia de Vale de Lobo AlgarveAtiva e exuberante, é envolvida pelo complexo turístico de alta qualidade e tem como imagem emblemática as arribas ocres e rubras, que lhe conferem uma beleza acrescida. Apresenta uma vasta e completa oferta de serviços e facilidades caraterizada pela excelência. Em Vale do Lobo realiz...
Os 9 melhores lugares para visitar em Estremoz

Os 9 melhores lugares para visitar em Estremoz

Capela de Nossa Senhora dos MrtiresA Capela de Nossa Senhora dos Mártires situa-se na freguesia de Santa Maria, no Concelho de Estremoz, Distrito de Évora, Portugal. Edifí­cio classificado em 1922 como Monumento Nacional, encontra-se aberto ao público. Para visitar deverá solicitar-se a chave na porta em fre...