Conheça as cidades de Portugal para visitares em 2019 ... Lisboa é a capital Porto a segunda cidade, Portugal tem muito mais para dar de norte a sul e ilhas

Lisboa

 

Como seria de esperar, a capital portuguesa teria que estar nesta lista das mais bonitas cidades de Portugal. Sendo a maior cidade do país são também muitos e variados os motivos para a visitar.

Porto 

 

A “cidade invicta”, como também é conhecida, oferece aos seus visitantes uma experiência singular, numa paisagem urbana única – não é por acaso que o seu centro histórico foi classificado pela UNESCO como Património da Humanidade.

 

Aveiro

 

Situado na sub-região do Baixo Vouga, entre o oceano Atlântico e as zonas montanhosas dos distritos contíguos, Aveiro exibe uma paisagem muito variada, caracterizada por uma longa costa arenosa, um bonito estuário e diversos parques e jardins. Conhecida como a “Veneza portuguesa”, a encantadora cidade de Aveiro é atravessada por um canal e é tida como um dos destinos mais encantadores do país, graças aos seus coloridos moliceiros, aos edifícios em tons pastel de estilo Arte Nova e à sua tranquila atmosfera urbana – um cenário ideal para as suas férias.




Angra do Heroísmo

 

A cidade é a capital histórica dos Açores e sede da diocese de Angra, a qual inclui a totalidade do arquipélago. A riqueza da sua história e património edificado levou a que a Zona Central da Cidade de Angra do Heroísmo fosse classificada como Património Mundial pela UNESCO a 7 de Dezembro de 1983. O local escolhido pelos primeiros povoadores foi uma crista de colinas, que se abria, em anfiteatro, sobre duas baías, separadas pelo vulcão extinto do Monte Brasil.

 

Santarem Fatima 

 

Para um momento mais introspectivo faz uma pausa no Santuário de Fátima, construído no preciso lugar onde os “três pastorinhos” afirmam ter presenciado as aparições da Virgem em 1917. Hoje em dia atrai a peregrinos do mundo inteiro, principalmente durante as celebrações do mês de Maio.

 

Silves

 

Silves foi, em séculos passados, capital do Algarve, mas perdeu esse estatuto, em parte, devido ao assoreamento do rio Arade, que diminuíram a sua importância económica. Xelb (ou Shelb) era o nome dado à cidade de Silves durante o domínio muçulmano. Anteriormente, durante o domínio romano, chamar-se-ia Cilpes, nome que surge em algumas moedas romanas cunhadas nesse local no Século I a.C.. Um dos espécimes encontrados apresenta no obverso o nome CILPES entre duas espigas deitadas e no reverso um cavalo a galope, para a esquerda.

 

Braga

 

A cidade de Braga é das mais antigas do país e a sua origem remonta à ocupação romana no século I A.C. – em honra do imperador César Augusto, a cidade foi batizada de Bracara Augusta.




Coimbra

 

Coimbra, uma cidade à beira-rio no centro de Portugal e antiga capital do país, alberga uma cidade velha medieval preservada e a histórica Universidade de Coimbra. Construída no local de um antigo palácio, a Universidade é célebre pela sua biblioteca barroca, a Biblioteca Joanina, e pela sua torre do sino do século XVIII. Na cidade velha encontra-se a catedral românica do século XII, a Sé Velha.




Guimarães




Guimarães é uma cidade portuguesa situada no Distrito de Braga, região do Norte e sub-região do Ave e ainda à antiga província do Minho, É uma cidade histórica, com um papel crucial na formação de Portugal, e que conta já com mais de um milénio desde a sua formação, altura em que era designada como Vimaranes. Podendo este topónimo ter tido origem em Vímara Peres, nos meados do século IX, quando fez deste local o seu principal centro governativo do condado Portucalense que tinha conquistado para o Reino de Galiza e onde veio a falecer. Guimarães é uma das mais importantes cidades históricas do país, sendo o seu centro histórico considerado Património Cultural da Humanidade, tornando-a definitivamente um dos maiores centros turísticos da região.




Viseu




Viseu é uma cidade portuguesa do distrito homónimo, situada na província da Beira Alta, Região das Beiras e sub-região do Dão-Lafões, com cerca de 68000 habitantes, sendo a segunda maior cidade da região do Centro de Portugal depois de Coimbra.

Viana do Castelo

Centro Histórico de Viana do Castelo e todos os seus Monumentos - a Matriz medieval, os Antigos Paços do Concelho, a quinhentista Casa da Misericórdia e o Chafariz do mesmo século, entre outros, são marcos importantes de um passado com História. As ruas e ruelas do centro histórico, um dos mais belos e conservados do País, chamam a nossa atenção, quer pelas belas fachadas armoriadas, quer pelos painéis de azulejos preciosos no traço e na cor, constituindo um autêntico compêndio da história da arquitetura em Portugal.

Elvas

Os Godos e os Celtas terão sido os primeiros povoadores de Elvas, esta autêntica cidade-fortaleza, que hoje se estende para além das suas muralhas em forma de estrela. Os romanos deram-lhe o nome Helvas. Em 714, os Árabes conquistaram-na, deixando estes primeiros tantas marcas da sua presença que algumas ainda perduram até aos nossos dias. No reinado de D. Afonso Henriques, mais precisamente em 1166, Elvas foi conquistada aos Mouros pela primeira vez. Posteriormente foi reconquistada e perdida de novo, sendo integrada definitivamente em território português por D. D.Sancho II, em 1229.




Lamego

 

A cidade de Lamego está localizada numa das mais bonitas regiões de Portugal: o Alto Douro Vinhateiro, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade em 2001.

Poderá conhecer o fabuloso santuário de Nossa Senhora dos Remédios e arriscar a subir o seu magnífico escadório com 686 degraus. Ao percorrer este escadório, irá deparar-se com lindas estátuas, capelas e fontes.




Funchal

nome Funchal significa “Hinojo” e ,diz-se, dever-se à abundância de plantas “hinojo” que Zarco, o descobridor da ilha, encontrou quando chegou, em 1420. O próprio Zarco escolheu este lugar para fundar a capital da ilha pelo excelente porto natural que a baía formava, onde, hoje em dia, atracam todo o tipo de barcos, desde cargueiros até grandes cruzeiros de luxo. Em qualquer altura do ano, o Funchal com o seu clima ameno, é o destino ideal para umas mini-férias. São muitos os locais a visitar nesta cidade com mais de 500 anos de existência e, alguns, são mesmo a não perder… Visitar o Funchal é uma experiência única!